Dezembro 2013 -->

domingo, 29 de dezembro de 2013

ESTUDANTES PRÓ-IRMANDADE MUÇULMANA INCENDIARAM UM EDIFÍCIO DE UMA UNIVERSIDADE NO CAIRO

ESTUDANTES PRÓ-IRMANDADE MUÇULMANA INCENDIARAM UM EDIFÍCIO DE UMA UNIVERSIDADE NO CAIRO


Um estudante morreu ontem no Egipto na sequência de confrontos que opuseram a polícia local e apoiantes da Irmandade Muçulmana, que atearam fogo a um edifício da Universidade de Al-Azhar, no Cairo. O jovem, de 19 anos, foi baleado quando a polícia entrou no recinto universitário, segundo a mesma fonte. Os Estudantes que apoiam a Irmandade Muçulmana incendiaram, o edifício da Faculdade de Comércio da Universidade de Al-Azhar, na capital egípcia, segundo uma fonte dos serviços de segurança.

PAÍSES DA EUROÁSIA IRÃO CRIAR UNIÃO DA EUROÁSIA

PAÍSES DA EUROÁSIA IRÃO CRIAR UNIÃO DA EUROÁSIA

CU expands without handing out "freebie"

A Arménia deu mais um passo para a adesão à União Aduaneira. E Quirguistão, pelo contrário, tem vindo a abrandar o seu movimento nessa direcção. Rússia, Cazaquistão e Bielorrussa têm vindo a desenvolver relações no sentido da criação da União da Euroásia (UEA). Estes são os resultados da reunião do Superior Conselho Económico da Euroásia realizada nesta semana em Moscovo. A reunião anterior dos líderes dos países membros da União Aduaneira foi realizada dois meses antes, em Minsk.

sábado, 28 de dezembro de 2013

EXPLOSÃO COM UM CARRO BOMBA NO LÍBANO

EXPLOSÃO COM UM CARRO BOMBA NO LÍBANO

DESTRUIÇÃO DAS ARMAS QUÍMICAS DA SÍRIA AMEAÇAM O MEIO AMBIENTE

DESTRUIÇÃO DAS ARMAS QUÍMICAS DA SÍRIA AMEAÇAM O MEIO AMBIENTE

A destruição de parte do arsenal de armas químicas da Síria a bordo de um navio dos EUA implica "riscos múltiplos", e este procedimento nunca foi testado no mar, alertou um observador ambientalista francês.

Especialistas internacionais reunidos na Rússia na sexta-feira aprovaram um plano para enviar as armas químicas mais perigosas da Síria para a Itália para a sua eventual destruição a bordo do navio EUA especialmente equipado, o Cabo Ray.

O plano sem precedentes, parte de um acordo EUA-Rússia para a Síria a se livrar de seu stock de mais de 1.000 toneladas de armas químicas, em que as fragatas dinamarquesas e norueguesas escoltarão o navios de carga carregado com os agentes mortais do porto sírio de Latakia para águas internacionais ao largo da costa da Itália.

Mas de acordo com ONG francesa Robin des Bois, o plano para se desfazer das armas químicas no mar é "aventureiro" e representa uma grave ameaça à tripulação e ao meio ambiente.

Num relatório publicado na quinta-feira, Robin des Bois apontou o simples casco do Cabo Ray e da ausência de divisórias transversais como indicadores de que o navio não era o adequado para realizar uma tarefa tão crítica.

"Ajustes que estão a ser feitos com o Cabo Ray não pode garantir que o navio vai permanecer à tona e que pode ocorrer graves danos", como uma fuga de água ou um incêndio, disse a ONG, que é especializada em vistorias de navios e do impacto de desastres com navios quebra sobre o meio ambiente.

'Sistema piloto projectado para o uso no solo'

Os 200 metros de comprimento do Cabo Ray é equipado com o recém-desenvolvido "Field Deployable Hydrolysis System (FDHS)", que foi projetado pelo Pentágono para neutralizar os componentes utilizados em armas químicas.

De acordo com Robin des Bois, o FDHS é um "sistema de piloto (...) projectado para o uso no solo", que nunca foi antes testado numa operação tão vasta como esta.

"Para uma primeira tentativa a ser realizada em tal escala a bordo de um navio é uma operação de aventura que comporta múltiplos riscos para a tripulação, os técnicos, e ao meio ambiente", acrescentou a ONG.

A ONU estabeleceu uma data-alvo de 30 de Junho de 2014, para destruir todo arsenal de armas químicas do presidente sírio, Bashar al-Assad.

Os materiais mais perigosos, muitos dos quais ainda estão espalhados por vários locais do país devastado pela guerra, deixarão o território sírio até ao final de 2013.

Fontes próximas da operação dizem nenhuma data é provável de ser comprida.

(FRANCE 24 with AFP)

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

A COMISSÁRIA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA OS DIREITOS HUMANOS, NAVI PILLAY CRITICOU SEVERAMENTE A VIGILÂNCIA MASSIVA E GLOBAL DE PAÍSES COMO OS EUA E RU

A COMISSÁRIA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA OS DIREITOS HUMANOS, NAVI PILLAY CRITICOU SEVERAMENTE A VIGILÂNCIA MASSIVA E GLOBAL DE PAÍSES COMO OS EUA E RU

 

A Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay, criticou a vigilância massivA e global de governos como o dos EUA ou RU, associando essa realidade com o Apartheid da África do Sul, Pillay, a Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos tem origem na África do Sul, e disse numa entrevista que, assim como a pressão internacional ajudou a por fim ao apartheid no seu país, deve haver agora condenação generalizada da espionagem intrusiva e a proceder-se de forma a impulsionar os direitos de privacidade on-line. Pillay foi a primeira mulher não-branca a exercer actividade como uma juiza de um tribunal superior na África do Sul. 

"A acção combinada e colectiva por todos pode acabar com graves violações dos direitos humanos", disse em entrevista à BBC Radio 4. "Essa experiência inspira-me a seguir em frente e a resolver a questão da internet [privacidade], que agora é extremamente preocupante porque as revelações de vigilância têm implicações para os direitos humanos ... As pessoas estão realmente com medo de que todos os seus dados pessoais estejam sendo usados ​​em violação das tradicionais protecções tradicionais."

"A grande quantidade de regimes de vigilância e de segurança nacionais em países como os Estados Unidos e Reino Unido, e o impacto destes regimes sobre o direito dos indivíduos à privacidade e a outros direitos humanos, continua a suscitar preocupação", disse Pillay durante um discurso para o Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Setembro. "devem ser aprovadas leis e políticas para evitar a potencial e dramática intrusão na privacidade dos indivíduos, que só têm sido possível graças a modernas tecnologias de comunicação ..."

NAÇÕES UNIDAS CONDENAM DEMOLIÇÕES DE LARES BEDUÍNOS PALESTINIANOS POR ISRAEL AUMENTANDO AINDA MAIS A DESLOCAÇÃO DESTES POVOS

NAÇÕES UNIDAS CONDENAM DEMOLIÇÕES DE LARES BEDUÍNOS PALESTINIANOS POR ISRAEL AUMENTANDO AINDA MAIS A DESLOCAÇÃO DESTES POVOS




A Agência das Nações Unidas de Ajuda e Trabalhos (UNRWA) para os refugiados palestinos, condenou a demolição de habitações de beduínos palestinos na Cisjordânia de Israel, pedindo a sua suspensão imediata.

"UNRWA condena as últimas demolições na Cisjordânia, que deslocou 68 pessoas, o mais recente dos quais ocorreram na véspera de Natal", disse o porta-voz Chris Gunness em comunicado.
 
"As demolições ocorreram em Ein Ayoub perto de Ramallah e Fasayil al-Wusta perto de Jericó no vale de Jordão com 61 pessoas deslocadas em Ein Ayoub, e sete pessoas, todas refugiadas, deslocados em Fasayil al-Wusta", disse Gunness. Acrescentou ainda que 32 dos deslocados eram crianças, "incluindo uma menina de cinco anos que está paralisado da cintura para baixo." "Além disso, cerca de 750 cabeças de ovinos e caprinos estão sem abrigo nesta época de parição crucial", disse.

Gunness afirmou que pelo menos 663 edifícios palestinos - incluindo 259 casas - foram demolidas, e 1.103 palestinos foram deslocados na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental este ano.
O porta-voz exigiu a Israel que obedecesse às leis internacionais e parasse as demolições.

O que está a acontecer com a Palestina é mais que uma limpeza étnica é a eliminação pura e simples de um povo e um país o que corresponde a diversos crimes contra a humanidade.
Entretanto a ONU nomeou 2014 como o "Ano de Solidariedade com o Povo Palestino. A resolução foi aprovada pela maioria dos estados-membros com 110 votos a favor, 7 contras e 54 abstenções.

Fontes Diversas

ATAQUES TERRORISTAS NO IRAQUE TÊM AUMENTADO E AS MORTES DE CIVIS ESTÃO JÁ AO NÍVEL DE 2008

ATAQUES TERRORISTAS NO IRAQUE TÊM AUMENTADO E AS MORTES DE CIVIS ESTÃO JÁ AO NÍVEL DE 2008

Christians targeted in Christmas Day bombing at Baghdad church




Pelo menos 37 pessoas foram mortas e 59 ficaram feridas em duas explosões terroristas na capital iraquiana de Bagdad na quarta-feira. Outras 26 pessoas foram mortas e mais de 38 ficaram feridas num atentado com um carro-bomba que visava as pessoas que participam nas orações da missa de Natal na Igreja St. John caldeu de Bagdad, informou uma fonte policial à Reuters. E duas bombas foram detonadas num mercado cheio de gente, causando a morte de 11 pessoas e ferimentos em outras 21.

Não tem havido reivindicações imediatas de responsabilidade pelos ataques, mas a reduzida comunidade cristã do Iraque, que é estimada em cerca de 400.000 a 600.000 pessoas, tem sido frequentemente alvo de al-Qaeda e outros insurgentes que vêem os cristãos como hereges.

A situação no Iraque tem vindo a se agravar progressivamente, onde a ordem e a lei é difícil de ser aplicar, ao mesmo tempo que grupos terroristas aumentam, e os ódios étnicos, sectários entre xiitas e sunitas e curdo são cada vez maiores.

Os EUA estão a considerar enviar drones para o país, mesmo assim o Iraque corre um forte risco de se desagregar e dividir.


Principal fonte: SANA/Bagdad
Guardian/BBC

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

SÍRIA ASSINA CONTRATO COM EMPRESA RUSSA PARA A EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO NO "OFFSHORE" DO PAÍS

SÍRIA ASSINA CONTRATO COM EMPRESA RUSSA PARA A EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO NO "OFFSHORE" DO PAÍS

Em cima uma vasta área no mediterrâneo em que recentemente foi descoberto diversos hidrocarbonetos. No meio, oleodutos de gás e petróleo que se digerem ao ocidente do país. Oleodutos, gasodutos e os respectivos campos e terminais.

A Síria assinou um contrato - contrato "Amrit" - com a empresa russa Soyuzneftegaz para perfuração e exploração de petróleo no mar da Síria - offshore - desenvolvemento e produção no bloco no. 2 do território marítimo sírio.

Os contratos incluem a exploração de petróleo na área entre a cidade de Tartous e a cidade de Banyas a uma profundidade de 70 quilómetros, cobrindo uma área total de 2.190 quilômetros quadrados.

O contrato estipula para começar, com pesquisas na área e elaboração de estudos para identificar potenciais locais de perfuração. O custo nesta fase chegará aos 11 milhões de euros (mais de US 15 milhões de dólares).

A segunda etapa envolve a perfuração de pelo menos um poço que funcionará em modo de teste e irá custar mais de 54,9 milhões de euros (US 75 milhões de dólares), e se as operações forem bem sucedidos, a empresa vai realizar a continuação da perfuração, desenvolvimento e operações de produção.

O contrato também inclui benefícios como o treino de pessoal no Estabelecimento Geral de Petróleo Sírio para criar uma força de trabalho qualificada síria.

A empresa Soyuzneftegaz será responsável pelo financiamento de todas as fases do contrato, e começará a operar imediatamente após ratificação e publicação do contrato.

O Ministro sírio do Petróleo Sleiman al-Abbas, disse que neste contrato segue-se com a cooperação lucrativa entre empresas russas e estabelecimentos sírios, observando que a execução do contrato, nas circunstâncias actuais na Síria constitui um grande desafio.

Al-Abbas espera que este contrato irá incentivar as empresas de países amigos, em particular a Rússia, para vir e investir na Síria e prosseguir com a realização de projectos de petróleo no país, afirmando que todas as empresas de petróleo e gás russos que trabalham na Síria ainda estão operando, apesar das condições actuais.

Sobre o estado dos campos de petróleo na região leste, o ministro disse que os grupos terroristas têm como alvo o sector de petróleo e vandalizar os seus estabelecimentos, com o roubo e refinação de petróleo com técnicas arcaicas e então contrabandeado para a Turquia que aumentou após a UE ter dado cobertura legal a este roubo.

Por sua vez, o embaixador da Rússia para a Síria Azamat Kulmuhametov disse que este contrato é a prova das fortes relações económicas entre Síria e a Rússia, observando que este contrato tem uma importância especial, pois vem num momento em que a Síria enfrenta sanções arbitrárias impostas pelos países ocidentais e uma número de outros países.

No início deste ano, o ministro do Petróleo da Síria Sleiman al-Abbas tinha discutido com os embaixadores da China e da Rússia a possibilidade de exploração de petróleo e gás na costa mediterrânea da Síria.

Todavia a maioria dos campos de petróleo e gás da Síria no leste do país estão sob controle de forças terroristas armadas e treinadas pelo ocidente, e as exportações de petróleo do país quase pararam.

Também Israel está explorando recentes descobertas de jazidas marítimas maciças de petróleo e gás e o  Líbano também tem a intenção de desenvolver campos offshore. O outro país que tem campos offshore e os pode explorar é a Palestina mais concretamente no território marítimo da Faixa de Gaza, mas Israel controla toda a região que está ocupada incluindo os recursos marítimos.  PR/RD

Diversas fontes:
Fonte principal: SANA

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

FAIXA DE GAZA BOMBARDEADA POR CAÇAS ISRAELITAS MATAM DELIBERADAMENTE CRIANÇAS

FAIXA DE GAZA BOMBARDEADA POR CAÇAS ISRAELITAS MATAM DELIBERADAMENTE CRIANÇAS

Ver imagen en Twitter
Link permanente da imagem incorporada
Link permanente da imagem incorporada

Pelo menos dois mortos e sete feridos registados durante um ataque aéreo feito por aviões militares de Israel na Faixa de Gaza. Dois outros ataques ocorreram a leste da Cidade de Gaza e outro no centro do enclave palestino. O ataque deu-se após um israelita ter sido morto quando uma cerca eléctrica está a ser concluída de forma a separar os territórios. O governo de Gaza foi evacuado de seu quartel-general por ataques aéreos israelitas. O ataque deu-se por volta das 13/14 horas da tarde de hoje. O alvo do ataque dos caças israelitas foram os campos do Hamas na cidade de Khan Yunis, onde entre os mortos morreu uma menina de 3 anos, tendo a mãe e o irmão ficado feridos. Neste momento o activista Herry Fear fala em 4 crianças que chegaram ao hospital de Al-Aqsa Martyrs em Gaza desde o início dos ataques, enquanto que os israelitas falam de 4 "terroristas" mortos. A tensão na região tem vindo a aumentar à medida que os israelitas constroem ainda mais colonatos em terras palestinianas. Os EUA têm condenado os colonatos construídos pelos israelitas mas sem convicção enquanto a cantora 'Miley Cyrus' os têm apoiado: "É a nossa casa e não vamos parar". Os ocidentais estão impedidos de entrar na zona de Gaza. Note-se que o estado de Israel ocupa toda a Palestina, os Montes Golã na Síria, e alguns territórios do Líbano, sendo um foco de estabilidade na região.


terça-feira, 17 de dezembro de 2013

SITUAÇÃO NA SÍRIA CATASTRÓFICA

SITUAÇÃO NA SÍRIA CATASTRÓFICA
Foto: Como muchos seguidores nos han solicitado un mapa a nivel país para poder ubicar los distintos frentes de batalla, les dejamos acá uno hecho por nosotros, que ilustra la situación general.
SITUAÇÃO NA SÍRIA CATASTRÓFICA

O ataque lançado esta quarta-feira por "rebeldes" sírios contra a cidade de Andra a 20 Km de Damasco traduziu/se pelo menos com a morte de 90 civis entre eles mulheres e crianças. Os rebeldes são guerrelheiros islamicos associados à Al-Qaeda, e à agora a Frente Islamica. Os relatórios tornados públicos relatam história horríveis nas cidades sirias como o massacre de famílias inteiras a serem executados pelos rebeldes, os civis são raptados e usados como escudos humanos, os jiahdistas com ligações à Al-Qaeda forçaram a entrada em Adra situada a 20 Km de Damasco, lançando um assalto massivo a residentes. O ataque traduziu-se em pelo menos com a morte de 90 civis entre eles mulheres e crianças. Os rebeldes são guerrelheiros islâmicos associados à Al-Qaeda, e a agora à Frente Islâmica.

Veja o vídeo de
Michel Chossudovsky, director do Center for Research on Globalization.
Uma fotografia tirada a 1 de Dezembro de 2013, mostra os estragos nos edifícios do bairro de Salah al-Din na cidade de Aleppo no norte da Síiria  (MOHAMMED AL-KHATIEB/AFP/Getty Images)
Gerrilheiros rebeldes fortificam uma barricada com camionetas urbanas destruídas no bairo de Salah al-Din em Aleppo no norte da Síria a 4 de Dezembro de 2013 (MEDO HALAB/AFP/Getty Images)
Gerrilheiros rebeldes fortificam uma barricada com camionetas urbanas destruídas no bairo de Salah al-Din em Aleppo no norte da Síria a 4 de Dezembro de 2013 (MEDO HALAB/AFP/Getty Images)

Um guerrilheiro rebelde do Exercito Livre Sírio (FSA) na linha da frente em posição com uma rifle do tipo "sniper" belga no bairro de Salah al-Din na cidade de Aleppo no norte da Síria
a 1 de Dezembro de 2013 (MOHAMMED AL-KHATIEB/AFP/Getty Images)
Um guerrilheiro rebelde corre na sua posição de combate com o exercito sírio num prédio em ruínas na cidade de Deir Ezzor, no norte da Síria a 1 de Dezembro de 2013 ( AHMAD ABOUD/AFP/Getty Images)
Fotografia tirada a 3 de Dezembro de 2013 mostra um tanque do exercito sírio em movimento libertando fumo negro próximo de al-Nabak, em Qalamoun, região dos arredores de Damaco, onde existem confrontos entre rebeldes e o exercito sírio. (SAM SKAINE/AFP/Getty Images)
 
Um guerrilheiro rebelde tomando posição durante combates com as forças governamentais sírias na cidade de Deir Ezzor, no norte da Síria a 2 de Dezembro de 2013 ( AHMAD ABOUD/AFP/Getty Images)
Crianças refugiadas sírias aplaudem enquanto assistem à actuação dos Mabsutins, um grupo comediante da Europa no campo de refugiados Zaatari próximo da fronteira síria em Mafraq, Jordania, Domingo 1 de Dezembro de 2013 (AP Photo/Mohammad Hannon)
A pro regime soldier, holding a walkie-talkie, observes through binoculars rebel fighters' positions on December 3, 2013 near al-Nabak, in the Qalamoun region on the outskirts of the capital Damascus, where regime forces battle with opposition fighters. (SAM SKAINE/AFP/Getty Images)
Fluxo de transito de carros no centro de Damasco a 3 de Dezembro de 2013 antes de um ataque suicida no distrito de Jebbeh da capital causando a mortes e feridos de sírios noticiou a televisão estatal (LOUAI BESHARA/AFP/Getty Images)

Fonte> http://www.huffingtonpost.com

GUERRA FRIA INTENSIFICA-SE ESPIÕES NORUEGUESES COOPERARAM COM A NSA (EUA) PARA ESPIAR ALVOS NA RÚSSIA

GUERRA FRIA INTENSIFICA-SE ESPIÕES NORUEGUESES COOPERARAM COM A NSA (EUA) PARA ESPIAR ALVOS NA RÚSSIA


Inteligência norueguesa cooperou amplamente com a Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) para espionar políticos russos, o sector de energia do país e outros "alvos civis" no país.

Um documento secreto obtido pelo tablóide Dagbladet continha listas demonstrando como o Serviço de Inteligência da Noruega (NIS) tinha cooperado com a NSA e vice-versa para espionar a Rússia, observando vários casos em que a colaboração resultou em "histórias de sucesso".

Uma parte do memorando intitulado "o que o parceiro fornece à NSA" inclui vários pontos detalhadas. O primeiro ponto é intitulado "O acesso a alvos russos na Península de Kola," não muito longe da fronteira da Rússia com a Noruega e Finlândia.

Apesar de não terem metas específicas são mencionados na península, que se encontra quase completamente ao norte do Círculo Ártico, que contém a maior concentração de armas nucleares, reatores e instalações na Rússia. O seguinte ponto menciona alvos civis mútuos, em especial às relativas à "politica de energia russa". 

Sob o título "histórias de sucesso", a NSA diz que está trabalhando em parceria com o NIS "para expandir e aprofundar o intercâmbio de informações, com foco no compartilhamento de relatórios sobre o desenvolvimento dos recursos naturais, políticos russos e questões energéticas", refere o jornal. O documento também menciona que políticos russos têm sido os alvos das operações de recolha de informação, embora sem nomes específicos mencionados.

Abaixo das águas de gelo e frias do Oceano Árctico são vastas reservas naturais ocultos, incluindo cerca de 20 por cento das reservas de petróleo no mundo e cerca de 30 por cento do gás natural do planeta. Há também, acredita-se, serem depósitos de platina, ouro e estanho.

As reservas petrolíferas do Árctico são estimadas em 90 milhões de toneladas, ou 13 por cento da oferta mundial, com reservas de gás natural de pé em 1,67 triliões de metros cúbicos, ou 30 por cento das reservas mundiais, e gás natural liquefeito pesando 44 biliões de barris, ou 20 por cento de reservas potenciais.

Esses preciosos recursos naturais são avidamente procurados por cinco nações que fazem fronteira com o Árctico: Canadá, Dinamarca, Noruega, Rússia e Estados Unidos.

Na semana passada, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou que novas unidades militares e infra-estrutura seriam construídas no Árctico para proteger a "segurança e interesses nacionais" da Rússia.

O documento, classificado como "Top Secret", é datada de 17 de Abril de 2003, e é assinado por um funcionário chefe na NSA Noruega Desk. Ele aparentemente foi escrita pouco depois de uma conferência de planeamento anual entre as duas agências de inteligência, que foi concluida a 7 de Março. A história foi escrita em colaboração com o ex-jornalista do Guardian Glen Greenwald, que foi fundamental na desclassificação de documentos da NSA denunciados por Edward Snowden.

O governo norueguês confirmou a autenticidade do documento, mas sublinhou a informação apresentada dentro era um reflexo do "ponto de vista americano."

Fonte: RT.com

RÚSSIA CONFIRMA ENVIO DE MISSEIS ISKANDR DE DE CURTO ALCANCE PARA KALININGRAD

RÚSSIA CONFIRMA ENVIO DE MISSEIS ISKANDR DE DE CURTO ALCANCE PARA KALININGRAD

Iskander high-precision missile system in place during military exercises. (RIA Novosti/Alexei Danichev)

O Ministério da Defesa da Rússia confirmou à comunicação social a instalação de mísseis Iskander de curto alcance, no oeste do país, perto das suas fronteiras com os estados bálticos e os membros da NATO, dizendo que ele não viola os acordos internacionais.Também o vice-primeiro-ministro russo Dmitry Rogozin, advertiu que a Rússia irá usar armas nucleares se for confrontada com um ataque, acrescentando que essa possibilidade serve como o principal impedimento para potenciais provocadores e agressores.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

O MODELO ISLANDÊS É O IDEAL PARA SE LIDAR COM OS 'FINANCEIROS TERRORISTAS' ENTREVISTA DO RT.COM A CHARLIE MC GRATH

O MODELO ISLANDÊS É O IDEAL PARA SE LIDAR COM OS 'FINANCEIROS TERRORISTAS' ENTREVISTA DO RT.COM A CHARLIE MC GRATH



E vamos encará-lo, essas instituições que nos disseram que são grandes demais para falir em 2008 - as seis maiores delas são 37 por cento maiores hoje do que eram em 2008. Elas detêm influência sobre a economia. Eles dominam o governo. E nós estamos fazendo exactamente as mesmas coisas que levaram a um colapso em 2008.

Ao prender quatro oficiais superiores do falhado Kaupthing Bank islandês, o país mostrou ao mundo a maneira correta de lidar com as pessoas, em grande parte responsáveis ​​pela crise financeira de 2008, disse Charlie McGrath, fundador do site de notícias, Wide Awake News.

Os  Estados Unidos e outros nações devem seguir este exemplo e tomá-lo como um modelo para a próxima vez que os demasiado grandes para falir estragam tudo e depois venham pedir resgates com o dinheiro dos contribuintes, acrescentou.

RT: As penas de prisão são as mais pesadas para este tipo de crimes na história da Islândia. Qual é a importância do precedente?

Charlie McGrath: É significativo no que diz respeito à crise de 2008, se acontecer onde você vive aqui nos Estados Unidos, onde a maioria dessas instituições demasiado grandes para falir estão sediadas, onde as verdadeiras corporações estão, onde os CEOs e COOs dessas grandes corporações vivem. Nenhum deles foi para a cadeia. Nenhum deles foi indiciado. Tem havido um punhado de algumas multas simbólicas, que têm sido pagas por estas corporações - e deixe-me reiterar "pelas corporações", e não por esses próprios indivíduos.

Assim, vemos um governo real, um povo real e uma nação intensificar e a dizer: "Lamento muito mas você cometeu fraude. Você lixou uma nação. E você agora vai pagar por isso, sendo a tua vida colocados atrás das grades."

Este é exatamente o que precisava acontecer nos Estados Unidos e no resto do mundo. E tire o meu chapéu à Islândia por ela impor-se a estes banqueiros.

RT: Poderia haver ramificações mais amplas deste caso. Estará a Islândia estabelecendo um nova acção criminal para uma acusação de fraude financeira?

CMCG: Espero que sim, mas não estou optimista a esse ponto. Infelizmente eu mesmo e muitas outras pessoas - Jim Rogers, Mark favores, Harry Dent - todos nós acreditamos que há um outro mega-colapso que se apróxima.

E vamos encará-lo, essas instituições que nos disseram que são grandes demais para falir em 2008 - os seis maiores deles são 37 por cento maiores hoje do que eram em 2008. Eles detêm influência sobre a economia. Eles dominam o governo. E nós estamos fazendo exactamente as mesmas coisas que levaram a um colapso em 2008.

Eu pessoalmente acredito que 2008 foi um evento financeiro terrorista. Foi um de 9/11 financeiro cometido por estas instituições, e quando vamos entrar na próxima crise que irá afectar todo o globo. Espero que a Islândia seja tido como um modelo de como se deve lidar com essa escumalha!

RT: À luz desse escândalo, qual o grau de envolvimento que acha que os governos devem ter sobre as relações das instituições financeiras?

CMCG: Aqui nos Estados Unidos, nós sugerimos que é socialismo quando se começa a falar sobre o controle do governo sobre as instituições financeiras. Mas temos algo muito pior aqui.

Tomamos como exemplo as chamadas corporações privadas, estas corporações capitalista de livre mercado - são elas que controlam a economia por aqui - tomamos essas corporações e colocamo-las num pedestal, e quando falham, nós espalhar a sua dívida pelo povo desta país.

Isso é algo muito pior do que o socialismo. É a pior forma de fascismo! Então, para fingir que o governo não tem lugar na supervisão destas instituições é sentar-se para trás e dizer: "Vão em frente banqueiros! Vão em frente e assumam o futuro desta nação e levar-nos à ruína financeira! "E isso é exatamente o que aconteceu.

O que aconteceu na Islândia é o que o povo exigiu do governo. Em 2009 eles marcharam para o parlamento e disseram: "Nós não vamos assumir as falhas fraudulentas desses bancos fracassados."

Eles isolaram essas instituições. Eles formaram bancos estatais. E eles acabaram com o problema de vez. Eles ajudaram as pessoas em vez dessas instituições bancárias. Então, eu, mais uma vez tenho esperança que se veja este modelo como aquele que temos de seguir para se olhar para o futuro.

Fonte RT.com

domingo, 15 de dezembro de 2013

MANDELA VERSUS SANTOS POR EUGÉNIO COSTA ALMEIDA

MANDELA VERSUS SANTOS POR EUGÉNIO COSTA ALMEIDA



Por Eugénio Costa Almeida

Pelas exéquias e homenagens a Mandela, um amigo próximo fez-me um repto. Tentar verificar as semelhanças ou dissemelhanças entre os líderes das duas maiores potências regionais da África Austral ou seja, entre Nelson Mandela e Eduardo dos Santos.

Um repto nada mais difícil dado que um acabou de falecer e já não era presidente há vários anos e outro mantém-se no poder há cerca de 35 anos.

Mas como não fujo a reptos tentei criar um quadro onde pudesse colocar as características de cada um e, no fim, tentar fazer coexistir as várias similitudes e, ou, diferenças entre eles. Realmente, nada mais difícil. Mas, vejamos pois…

Mandela tal como dos Santos lutaram pelos seus ideais que passaram por lutas revolucionárias, em alguns casos, armada. Mas enquanto Mandela visava o direito à qualificação humana e ao direito a “um Homem um voto”, dos Santos apontou sempre para a consolidação do Poder face àquilo que considerava os inimigos de Angola.

Pelas suas ideias Mandela foi detido enquanto dos Santos tornou-se o detentor do Poder após o falecimento de Agostinho Neto – já lá vão 34 anos bem medidos –; Depois da sua libertação Mandela apoiou a criação de uma Comissão de Verdade e Transparência onde inimigos se auto-confessaram os eventuais crimes cometidos contra terceiros e todos ficaram felizes e de consciência tranquila. Ou seja, Mandela em vez de perseguir quem o perseguiu conseguiu unificar e fortalecer um Nação, a que chamaram de “Nação Arco-íris”. Já dos Santos, apesar de ter chamado alguns dos antigos combatentes da UNITA para cargos ministeriais e militares, poucos, nada fez, ou parece ter tentado fazer, para diluir as diferenças políticas entre os antigos contendores. E se fez ou tentou, muitos dos seus correligionários mantém as velhas políticas de “eles são os maus, os assassinos” e “nós os bons, os visionários”. Dúvidas, basta ver o que estes escrevem nas páginas sociais.

Mandela concorreu e venceu as eleições legislativas e presidenciais e ao fim de um mandato optou por devolver o cargo a novos concorrentes ficando como a personalidade de referência nacional, o Líder; já dos Santos, que entro por indicação do Comité Central do seu partido após o falecimento de Neto, já concorreu a duas eleições, uma das quais não terminada e prevê manter-se no cargo por dois, pelo menos oficiais, mandatos, ou seja, deverá sair ao fim de cerca de 42 anos de Poder. Parece que quer ficar do Guiness-Book de records como o líder que mais tempo esteve no Poder, isto se Obiang, da Guiné-Equatorial, o deixar, já que está no poder há mais 1 ou 2 meses…

Finalmente e em análise simples e curta porque haveria muito para apontar a ambos, Mandela após deixar o cargo presidencial ofereceu a sua imagem e inteligência para uso – e abuso, muitas vezes – da Nação sul-africana e criou uma fundação que visou a harmonização social no País. De dos Santos, além da sua Fundação que também visa, reconheça-se, defender valores sociais, hoje em dia aparece, levado pela forçada imagem que os seus assessores – ou outro nome – fazem emitir como um líder afastado da população – não esqueçamos as manifestações recentes – virado para farol de uma certa África que muitos já não a reconhecem.

Resumindo, parece-me que é difícil estabelecer paralelos similares ou não entre Mandela e dos Santos. Até porque as raízes políticas e sociais de ambos são bem dissemelhantes. Se de um sabe-se que vem de uma família nobre e de casta reconhecida, o outro mantém segredo quanto às suas origens apesar dos seus assessores tentarem, periodicamente o que não ajuda, fazer crer que é uma personalidade clara e bem formada. Eu acredito, mas será que a população menos enquadrada e intelectualmente afirmada acreditará?

Vamos dar um pouco de espaço temporal e voltemos a esta matéria quando as ideias estiverem mais assentes e frias…

Investigador
Centro de Estudos Internacionais, iscte-iul

sábado, 14 de dezembro de 2013

RELATÓRIO JAPONÊS AFIRMA QUE JUNTAMENTE COM JANG SONG-THAEK OUTROS SEUS ASSISTENTES TERÃO TAMBÉM SIDO EXECUTADOS

RELATÓRIO JAPONÊS AFIRMA QUE JUNTAMENTE COM  JANG SONG-THAEK OUTROS SEUS ASSISTENTES TERÃO TAMBÉM SIDO EXECUTADOS


View image on Twitter

O tio do líder norte-coreano, Kim Jong-un - Jang Song-thaek - foi executado, segundo a imprensa estatal do país. Isto acontece após o segundo homem mais poderoso da Coreia do Norte ter sido demitido por cometer "actos criminosos".
Ri Su-yong.

A agência de notícias oficial KCNA, disse na sexta-feira que Jang Song-thaek era culpado de "tentativa de derrubar o Estado". A sua sentença de morte por um tribunal militar em 12 de Dezembro foi realizada imediatamente, acrescentou.

"O acusado Jang reuniu forças indesejáveis ​​e formou uma facção em que era ele o chefe de um grupo de facções modernas já há algum tempo e, portanto, tendo cometido tal crime hediondo como a tentativa de derrubar o Estado", disse a agência.

O governo classificou Jang como uma "escória humana desprezível ... que é pior do que um cão."

Ele foi afastado do poder no início desta semana, com relatou a KCNA numa tradução da KCNA Watch em que acrescenta "Jang e seus seguidores cometeram actos criminosos desconcertantes à imaginação e eles fizeram um tremendo mal para o nosso partido e a nossa revolução". Acrescentando que "quando Kim Jong Il faleceu tão súbita e prematuramente, para nossa tristeza, ele [Jang] começou a trabalhar a sério de forma a realizar a sua ambição há muito acalentada pelo poder."

"Todos os crimes cometidos pelo acusado foram comprovadas no decorrer da audição e foram admitidas por ele", informou a KCNA.

Para além dele outros seus assistentes terão sido também executados,

Ri Su-yong (também conhecido como Ri Chol), um ex-embaixador na Coreia do Norte, na Suíça, o chefe do Comité de Investimentos do Partido dos Trabalhadores da Coreia. Ri Su-yong gere também a casa para cuidar do líder Kim Jong-un quando ele estava estudando na Suíça, e há rumores de que ele é o gerente de fundos secretos da Coreia do Norte em bancos da Suíça.

Anteriormente, foi relatado que Ri Su-yong desertou para a China e é agora um alvo de ambos os empregadores que operam em Pequim, Seul e Washington.
De acordo com o Chosun Ilbo, Ministério da Unificação da Coreia do Sul não poderá confirmar informações sobre se Ri Su-yong foi executado, mas disse uma das autoridades norte-coreanas que ele participou de uma conferência de hoje[ontem ?] que se realizou no Politburo, incluindo Jang Song-thaek acusado e preso em frente a milhares de alto nível.

No mês passado, dois colaboradores próximos de Jang Song-thaek como Jang Ri Ryong-ha e Su-kil foram executado publicamente por acusações de corrupção e de não seguir as directrizes do líder supremo.
Há especulações de que a pena de morte para uma ampla gama de artistas do Unhasu, orquestra sob a acusação de pornografia em Agosto passado, no caso também relacionado com Jang Song-thaek, referiu Chosun Ilbo.

O Professor Cho Young-ki, da Universidade da Coreia, disse. "É possível que alguns dos assistentes mais próximos de Jang Song-thaek tenham também sido executados" como um aviso para aqueles que queiram trair ou desafiar o líder Kim Jong-un.

Fonte: China

Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner