SÍRIA: A OPAQ ABANDONOU O SEU MANDATO?

domingo, 11 de março de 2018

SÍRIA: A OPAQ ABANDONOU O SEU MANDATO?

SÍRIA: A OPAQ ABANDONOU O SEU MANDATO?


Por Stephen Lendman

A Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) tem o mandato de "implementar as disposições da Convenção sobre Armas Químicas ... para alcançar ... um mundo ... livre de" AQs ".

A sua missão inclui inspecções no local "credíveis e transparentes" para verificar o uso e a destruição dessas armas.

O uso de AQs é proibido. As nações que mantêm arsenais desse tipo de armas são obrigadas a eliminá-las. América e Israel são países bem conhecidos que não cooperam nesta questão.

No entanto, os funcionários da OPAQ ignoram as suas armas AQ proibidas, usadas contra adversários em guerras de agressão.

A resolução do Conselho de Segurança 2118 (Setembro de 2013) exigiu a destruição programada de AQs da Síria, consistente com os acordos do género entre os EUA e a Rússia no país.

A OPAQ afirmou reconhecer a eliminação total dessas armas. No entanto, ela abstém-se de realizar inspecções no local dos ataques de AQs falsamente culpando Damasco, usando informações fornecidas pelos Capacetes Brancos ligadas à al-Qaeda e outras fontes anti-Síria desconsideráveis.

No sábado, o vice-ministro das Relações Exteriores da Síria, Faisal Mikdad, disse que "recebeu informações de que os guerrilheiros do leste de Ghouta vão realizar um ataque químico em Hawsh al-Ash'ari, entre os colonatos de Mesraba e Beit Sawa".

"Os terroristas do grupo Tahrir al-Sham querem sacrificar várias mulheres para esses propósitos e espalhar histórias falsas. Este" espectáculo "deverá ocorrer no dia 11 de Março."

A OPAQ continua ignorando as informações fornecidas pelo governo da Síria sobre o uso de AQs por terroristas apoiados pelos EUA, explicou Mikdad.

Porquê, perguntou ele, acrescentando que "causa suspeita e espanto". Falsamente culpando a Síria pelo uso dessas armas proibidas, encoraja o uso posterior dessas armas, ressaltou - Damasco é culpada indevidamente cada vez que ocorre um incidente.

A Síria tem evidências do uso de sarin, cloro e mostarda utilizados pelos terroristas. Eles adquiriram grandes reservas dessas armas, disse Mikdad.

No entanto, os especialistas da OPAQ ignoram a evidência síria, incluindo a tecnologia necessária para produzir AQs através ou em países vizinhos, acrescentou.

Grandes reservas dessas armas foram descobertos em áreas libertadas de terroristas apoiados pelos EUA.

As forças sírias encontraram contentores com 20 toneladas de AQs em al-Dhahiriya e al-Khafsah na província de Hama, de acordo com Mikdad.

Outras 24 toneladas de AQs foram descobertas em Tal Adleh. Uma instalação no campo de Hama foi usada para fabricar agentes tóxicos, incluindo munições químicas e dezenas de barris contendo essas armas, explicou Mikdad.

Em vez de realizar investigações no local dessas descobertas, a OPCW prefere apenas investigar incidentes de AQs falsamente culpado Damasco - sem visitar áreas afectadas, disse Mikdad.

Os seus relatórios "não têm objectividade e credibilidade", ressaltou. Investigações remotas são inaceitáveis, não estão em conformidade com os padrões internacionais.

"O que pode esperar de uma investigação que ocorre na Turquia (com) testemunhas falsas, informação falsa e os materiais que foram apresentados falsos", explicou Mikdad com desgosto sobre como a organização está operando em questões relacionadas ao AQ usado na Síria, acrescentando:

"Temos armas convencionais suficientes para defender a Síria, e não há justificativa para que nenhum país do mundo ameace a Síria, excepto o desejo de eles querem apoiar os terroristas".

"Nós aconselhamos a todos contra qualquer aventureirismo militar, porque a situação internacional não pode mais suportar práticas tão agressivas".

A 7 de Março, a Síria tinha informações que indicavam que os terroristas do oriente de Ghouta, apoiados pelos EUA, estavam a planear outro ataque de AQ antes de uma reunião agendada no Conselho Executivo da OPAQ - para que se pudesse culpar falsamente Damasco na sessão.

Na Síria, a organização actua como agente imperial dos EUA? O abandono de sua objectividade assim o sugere.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner