ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA IDENTIFICADOS COMO PRIMEIRA AMEAÇA À PAZ MUNDIAL POR ESTUDO DA REDE MUNDIAL E INDEPENDENTE E GALLUP FEITA A 65 PAÍSES, NO MESMO ESTUDO PORTUGUESES PREFEREM AUSTRÁLIA PARA VIVER

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA IDENTIFICADOS COMO PRIMEIRA AMEAÇA À PAZ MUNDIAL POR ESTUDO DA REDE MUNDIAL E INDEPENDENTE E GALLUP FEITA A 65 PAÍSES, NO MESMO ESTUDO PORTUGUESES PREFEREM AUSTRÁLIA PARA VIVER

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA IDENTIFICADOS COMO PRIMEIRA AMEAÇA À PAZ MUNDIAL POR ESTUDO DA REDE MUNDIAL E INDEPENDENTE E GALLUP FEITA A 65 PAÍSES, NO MESMO ESTUDO PORTUGUESES PREFEREM AUSTRÁLIA PARA VIVER


Os EUA foram considerados a maior ameaça à paz mundial por um inquérito feito a cidadãos de 65 países, outras questões foram colocadas como as expectativas económicas ou o melhor país para viver, ou ainda a opção religiosa ou não preferida. Nas respostas os portugueses alinharam como o resto do mundo também considerado os EUA como a primeira ameaça à paz no mundo com 20%, preferindo a Austrália para viver com 13%, ou assumindo-se como católicos, 69% e ateus/agnósticos com 26%.

Uma pesquisa global realizada pela rede mundial independente e Gallup em 65 países - incluindo Portugal - no final de 2013 revelou um forte animosidade e antipatia pela conduta dos EUA como polícia do mundo, identificando este país como a primeira ameaça à paz mundial. O sentimento anti-americano não só foi registado em países ameaçados ou em contradição com os EUA, mas também em muitos países membros da NATO como a Turquia, Grécia, Alemanha ou Portugal, e nos restantes países da NATO aparece logo no topo. Assim à pergunta: Que país pensa representar  a maior ameaça à paz no mundo hoje ? (Which country do you think is the greatest threat to peace in the world today?), Os EUA aparecem no topo da lista, com 24% (em Portugal 20%)  das pessoas inquiridas  a acreditarem que a América é o maior perigo para a paz no mundo. O Paquistão ficou em segundo lugar com 8% (em Portugal o Irão em segundo lugar com 19%), dos votos e foi seguido de perto pela China com 6% (em Portugal a Síria com 13%). Afeganistão, Irão , Israel e Coreia do Norte aparecem nos lugares seguintes. Os resultados respondido pelos portugueses pode revelar algum desconhecimento pela actualidade internacional em relação a outros europeus apesar de terem votado no mesmo sentido quanto à primeira ameaça ao mundo, talvez devido aos conteúdos dos órgãos de comunicação tradicionais.

A ameaça dos EUA foi classificado como a mais alta no Médio Oriente e Norte de África, as regiões do globo mais recentemente afectadas pelas intervenções militar norte-americana passadas, presentes e previstas também para o futuro. Além disso, a pesquisa mostrou que até mesmo os americanos consideram o seu país como uma ameaça potencial ao mundo, com 13% deles votando nos EUA como a principal ameaça à paz global.

Na América Latina foi registado sentimentos mistos com o seu vizinho do norte, com o Peru , Brasil e Argentina a sinalizar os EUA como o primeiro país mais perigoso para o mundo .

Após as inúmeras ameaças de um ataque ao Irão por parte de Israel, muitos países votaram Israel como a maior ameaça para a prosperidade e para o mundo. Marrocos, Líbano e Iraque por exemplo escolheram Israel como o maior perigo para a paz no mundial.

Referente às outras perguntas por exemplo se os políticos fossem predominantemente mulheres (If politicians were predominantly women, do you believe the world would in general be a better place, a worse place or no different?), as respostas foram favoráveis para as mulheres incluindo Portugal com 41%para melhor 5% para pior e 46 sem diferenças.

Em relação ás perspectivas para o próximo ano de 2014 (As far as you are concerned, do you think that 2014 will be better, worse or the same as 2013?), os portugueses não estão nada optimistas. 15% acreditam ser melhor, 57% pior, e 26% na mesma, e em termos económico as respostas são ainda mais pessimistas 69% responderam "dificuldades económicas".

Ainda sobre outra questão interessante perguntada, neste caso aos portugueses onde preferem viver (If there were no barriers to living in any country of the world, which country would you like to live in?) : 13% na Austrália, 10% na Suíça, 8% no Canadá, 7% nos EUA, 6% no Brasil e  3% nos países (Emirades Árabes, Dubai, Qatar, Bahrain)

VEJA AQUI OS RESULTADOS:

GLOBAL:
http://www.wingia.com/en/services/about_the_end_of_year_survey/global_results/7/33/
POR PAÍS:
http://www.wingia.com/en/services/about_the_end_of_year_survey/country_results/7/37/

 

Sem comentários :

Enviar um comentário

Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner